Colocámos cookies no seu computador para melhorar a sua experiência no website. Ao utilizar o site, está a concordar com o seu uso. Ler mais

Foto José Sena Goulão/Lusa

Onze mil folhas contra Sócrates




Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

Nos últimos meses, após a prisão de José Sócrates, as diligências aumentaram. Já houve buscas a bancos, a empresas e a particulares. O processo já tem outros arguidos para além dos quatro que foram detidos entre 21 e 22 de novembro, muitos deles do universo próximo de José Sócrates e Santos Silva.

Ontem, José Sócrates foi notificado da audição no DCIAP na próxima segunda-feira, no âmbito do processo de violação de segredo de justiça em que o próprio já manifestou intenção de se constituir assistente. Não está excluída a hipótese de ser ouvido pelo juiz nesse mesmo dia, já que está em discussão a reanálise dos pressupostos da preventiva. A dúvida tem a ver coma falta de obrigatoriedade legal de se ouvir José Sócrates no reexame da preventiva (feito a cada três meses). A lei diz que tal só acontece se os factos forem novos ou mudarem os pressupostos que determinaram a aplicação da medida de coação. Se o juiz entender que tudo se mantém inalterado, não tem de o fazer.Juristas ouvidos pelo CM garantem que a prudência poderá levar Carlos Alexandre a interrogar o ex-governante. No princípio de que o próprio já o pediu e que tem o direito a assistir a todos os atos processuais que lhe dizem respeito.


The Sol Ar Vinhos de Portugal

Eventos este Mês

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
15
16
17
18
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

Pub Google

Últimos Tweets

Luto, de luto, pelas nossas aldeias! https://t.co/LWfW6WyDyg
Incêndios: Força Aérea passa a ter gestão e operação dos meios aéreos – Costa https://t.co/XLi3wKNGPa
O risco de deportação de meio milhar de portugueses nos EUA https://t.co/yCBq5DbF52
Follow Luso.be - Bélgica on Twitter