Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
domingo, 17 outubro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Augusto Santos Silva vai participar no Fórum de Memória do Holocausto em Malmo



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

(Lusa) – O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, vai participar no Fórum Internacional de Memória do Holocausto e Combate ao Antissemitismo, que se realiza na cidade sueca de Malmo, na quarta-feira, anunciou hoje o seu gabinete.

O fórum resulta de uma iniciativa do primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, e deveria ter-se realizado em outubro de 2020, mas foi adiado por um ano devido à pandemia de covid-19, segundo o governo da Suécia.

Augusto Santos Silva estará em Estocolmo a partir de segunda-feira, e o programa da visita inclui uma reunião com a sua homóloga sueca, Ann Linde, na terça-feira.

No mesmo dia, participa na sessão de renovação do protocolo de cooperação entre a Universidade de Estocolmo e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua para leitorado de língua portuguesa naquela instituição.

A visita começa com um encontro com membros da comunidade portuguesa dos setores cultural e científico em Estocolmo ao fim da tarde de segunda-feira, segundo uma nota à imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

O Fórum Internacional de Malmo sobre Memória do Holocausto e Combate ao Antissemitismo foi lançado pelo primeiro-ministro sueco para assinalar, em 2020, os 75 anos do fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) e a consequente libertação do campo de concentração nazi de Auschwitz-Birkenau.

Em 2020, assinalaram-se também os 20 anos do primeiro Fórum Internacional de Estocolmo sobre o Holocausto, que aprovou o documento fundador da Aliança Internacional de Memória do Holocausto (IHRA, na sigla em inglês), uma iniciativa lançada em 1998, pelo então primeiro-ministro sueco, Göran Persson.

A IHRA “une governos e peritos para fortalecer, avançar e promover a educação, a investigação e a memória do Holocausto e para manter os compromissos com a Declaração de Estocolmo de 2000”, segundo o ‘site’ da organização.

Com sede em Berlim desde 2008, a IHRA conta atualmente com 34 países membros, incluindo Portugal desde 2019.

O Holocausto corresponde ao extermínio sistemático de mais de seis milhões de pessoas pelo regime nazi alemão (1933-1945), maioritariamente judeus, mas também ciganos, deficientes físicos ou comunistas.

Para eliminar os judeus, no âmbito da operação “solução Final”, o regime nazi criou campos de extermínio como o de Auschwitz-Birkenau, na Polónia ocupada.

Pelo menos 1,1 milhões de pessoas foram assassinadas em Auschwitz-Birkenau, das cerca de 1,3 milhões que foram deportadas para aquele campo entre 1940 e 1945, de acordo com organizações dedicadas à preservação da memória das vítimas do Holocausto.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 192 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
30
31

News Fotografia