Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
segunda-feira, 20 setembro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Redacção

Redacção

http://www.luso.be e .eu é um sonho, uma fantasia e uma ambição que se tornou realidade graças ao entusiasmo e ao dinamismo de dois jovens, António da Silva e Daniel Ferreira. Desejosos de ver projectados na Internet a imagem e os valores de Portugal a partir da Bélgica, após intenso trabalho o portal-português concretiza a sua aparição a 28 de Fevereiro de 2003.

URL do Sítio: https://www.luso.eu

O romper da ordem estabelecida. O quebrar de hierarquias. A transformação de heróis em fracassados. Estes são alguns dos temas da exposição Power Games – Jogos de Poder, de Paula Rego, no Museu de Reede.

A mostra, que engloba mais de 30 obras da artista portuguesa, fica patente até ao dia 25 de outubro. A obra de Paula Rego desmascara a hipocrisia, desafia e abomina a moralidade conservadora e usa o humor negro como uma arma delicada. Autora de uma obra provocadora, na Bélgica, a artista debruça-se sobre os temas da família, da sexualidade e da hipocrisia do quotidiano. O local escolhido para expor em terras belgas foi o Museu de Reede, situado na cidade de Antuérpia.

Dedicado à arte gráfica, trata-se de uma iniciativa do neerlandês Harry Rutten, que doou parte da sua coleção de arte a uma fundação belga.

Nessa coleção encontram-se obras de artistas como Franscico Goya, Félicien Rops e Edvard Munch. Power Games – Jogos de Poder, de Paulo Rego, para visitar até 25 de outubro.

Na passada quarta-feira, dia 8 de setembro, nas instalações da Associação dos Portugueses Emigrados na Bélgica, decorreu a apresentação do guia “Nunca é tarde para aprender”.

Trata-se de uma brochura que reúne uma lista de escolas e formações acessíveis em horário pós-laboral a pensar em quem deseja recomeçar ou prosseguir estudos no ensino secundário ou superior.

A ideia desta lista partiu de Pedro Rupio, Conselheiro das Comunidades Portuguesas, que vê no neste guia uma oportunidade

Ricardo Castanheira entrou no parlamento português com apenas 22 anos. Eleito pelo círculo de Coimbra, exerceu o cargo de deputado entre 1995 e 2002. Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra e dividiu a sua carreira entre Portugal, Brasil e a Bélgica.

Desde 2017, Ricardo Castanheira é o Conselheiro Técnico na Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia (REPER), em Bruxelas. Conhecido pelas suas capacidades de negociação e habilidade para reunir consensos, durante a Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, que começou em janeiro e irá até junho deste ano, assume um papel importante na discussão de legislação europeia que visa à transição digital para a década de 2030.

Mensagem de Natal do Senhor Embaixador de Portugal na Bélgica, Rui Manuppella Tereno, à comunidade portuguesa na Bélgica.

Contribuir para um movimento solidário, ligando a França a Portugal. São estes os objetivos da Fundação Nova Era, uma organização criada em novembro de 2019 pelo empresário português João Pina.

Desde 2015 que Maria Manuel Branco é a delegada responsável pelas relações com a Bélgica destacada pela Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP).

Tapas e Mas

Set. 20, 2021

Lumbersexual meh sustainable Thundercats meditation kogi. Tilde Pitchfork vegan, gentrify minim elit semiotics non messenger bag Austin. Lo-fi cred gastropub, brunch aliquip stumptown culpa. Banh mi eiusmod tattooed, freegan Schlitz master cleanse pug.

High Life tempor retro Truffaut. Tofu mixtape twee, assumenda quinoa flexitarian aesthetic artisan vinyl pug. Chambray et Carles Thundercats cardigan actually, magna bicycle rights. Plaid fashion axe semiotics skateboard, try-hard food truck aesthetic biodiesel exercitation.

Por estes dias, em Bruxelas, nas antigas casernas de Ixelles, hoje o espaço da See U, celebra-se a lusofonia. A exposição Tanto Mar, Tant de Mer fala da língua, de união, de pontes e travessias, de encontros e desencontros. No fundo, do que é ser humano. A música Tanto Mar de Chico Buarque, composta em 1978 e dedicada ao fim da ditadura em Portugal serve de mote à iniciativa. A abertura da exposição aconteceu no dia 1 de julho e contou com a atuação da artista portuguesa Maria João Flôxo, que interpretou um poema de Aline Yasmin enquanto interagia com a obra têxtil, da também artista portuguesa, Sónia Aniceto. No fundo, sentirmo-nos seguros. A exposição Tanto Mar, Tant de Mer, conta com a participação de 14 artistas oriundos de Portugal, Brasil, França e Bélgica, e ficará em exibição na capital europeia até ao dia 15 de julho.

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 229 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30