Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
sábado, 29 janeiro 2022

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

2 Genealogistas Limianos arrolaram 260 brasões



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Mais de duas centenas e meia de brasões de família foram arrolados durante longos meses pela dupla de genealogistas Manuel Guilherme Vasconcelos, de Arcos de Valdevez, mas com raízes na Casa do Rego do Azal, em Santa Comba do Lima, e Miguel Ayres de Campos, da Casa Grande de Sá, mas com residência habitual em Londres onde realizou o Doutoramento em Arte Medieval e é gestor de coleções privadas.

Madrugada, dia, sol ou chuva, ei – los no caminho e na estrada, na bouça ou no solar; aqui, no portal, no fontenário, nos tectos pintados, móveis, reposteiros ou outras peças de adorno antigas da casa de família, o registo fotográfico foi efectuado. Por vezes, limparam-se muros, retiraram-se eras, reconstituiu-se quartéis de pedras de armas

Trata-se dum trabalho ímpar na área, depois de em 1979, o saudoso jurista e Presidente do município, João Gomes de Abreu e Lima, ter constituído uma equipa similar para tal função; mas, o desinteresse de uns, a morte de outros, e a falta de tempo para prosseguir o objectivo, ditou que a função se reduzisse a algumas fotografias, hoje depositadas no Arquivo Municipal.

Desta vez, a missão está cumprida! Levantamento concluído, identificação heráldica quase, e Cartas de Brasão de Armas, ou outro documento de agraciamento também localizados, numa baliza cronológica de 500 anos de fidalgos, nobres ou titulares do concelho de Ponte de Lima!

A par de recolhas e descobertas in loco, o dueto de investigadores tem pesquisado em arquivos públicos e particulares a origem, evolução e decadência por vezes, dos titulares de fidalguia patente nas suas residências. Miguel Ayres de Campos tem sido o principal rosto na Torre do Tombo e arquivos distritais de Braga e Viana do Castelo, para além de horas e horas na sua valiosa biblioteca particular, ora em Ponte de Lima, ora em Barcelos.

O trabalho, deverá estar concluído até final do ano, a fim de ser apresentado a uma entidade oficial que o pretende editar, como símbolo dum património cultural identificado e de repercussão nacional, pelos casamentos e heranças de muitas das Casas, Castelos, Solares e Paços limianos no país e estrangeiro, designadamente a vizinha Espanha.

Luso.eu - Jornal das comunidades
Tito Morais
Author: Tito Morais
Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor
Lista dos seus últimos textos

Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 371 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

News Fotografia