Faça login na sua conta

Usuário *
Senha *
Lembre de mim

Crie a sua conta aqui!

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.
Nome *
Usuário *
Senha *
Verifique a senha *
Email *
Verificar e-mail *
Captcha *
Reload Captcha
quinta-feira, 23 setembro 2021

Por favor habilite seu javascript para enviar este formulário

Projeto internacional liderado pela UC recebe 10 milhões de euros



O luso.eu Jornal das comunidades é gratuito mas quero ajudar!

Num comunicado de imprensa, a Universidade de Coimbra (UC) fez saber que o projecto internacional liderado pelo cinetista Domingos Xavier Viegas, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, acaba de receber 10 milhões de euros para o estudo de grandes incêndios florestais. 

Este projecto, intitulado FirEUrisc - Desenvolvendo uma estratégia holística e baseada no risco para a gestão de incêndios florestais na Europa, foi aprovado no âmbito do programa Horizon 2020 da União Europeia, com o intuito de constuir um futuro climaticamente resilente e baixo em carbono, mas propriamente para se conseguir uma abordagem de gestão integrada do fogo na UE. 

Ambicioso, o projecto junta 39 países  - alemanha, Austrália, Bélgica, Candá, Chipre, Espanha, Estados Unidos da América, França, Finlândia, Grécia, Holanda, Hungria, Israle, Itália, portugal, Reino Unido, roménia, Suécia e Ucrânia. Terá a duração de quatro anos e o seu principal objectivo será utilizar o conhecimento cient'ifico existente, para atualizar os sistemas de avaliação de risco de incêndio florestal, incluindo alguns fatores que ainda não sâo tomados em consideração, propondo desta forma medidas eficazes para reduzir este risco e adaptar as estratégias de gestão de incêndios às mudanças climáticas e socioeconómicas futuras. 

De acordo com este comunicado, Xavier Viegas refere que estas metas "serão alcançadas em estreita colaboração entre investigadores, utilizadores e cidadãos". O projecto abordará "todos os tipos de incêndios florestais, com foco particular em mega-incêndios, a interface urbano-florestal e os desafios dos incêndios emergentes no norte da UE", segundo o cientista será implementando uma "plataforma operacional que apoie a coordenação conjunta, treino profissional e exercícios operacionais, envolvendo várias partes interessadas e abordando todas as tarefas relevantes de gestão de incêndios florestais" que se conseguirá melhorar a proteção dos cidadãos.


Adicionar o seu comentário aqui!

luso.eu Jornal Comunidades

TEMOS NO SITE

Temos 466 visitantes e 0 membros em linha

Não perca as promoções e novidades que reservamos para nossos fiéis assinantes.
O seu endereço de email é apenas utilizado para lhe enviar a nossa newsletter e informações sobre as nossas actividades. Você pode usar o link de cancelamento integrado em cada um de nossos e-mails a qualquer momento.

A SUA PUBLICIDADE AQUI?

EVENTOS ESTE MÊS

Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

News Fotografia