Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Covid-19: DGS e PCP começaram reuniões sobre "Avante!", decisões serão apenas técnicas - Sec. de Estado

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

(Lusa) - O secretário de Estado da Saúde afirmou hoje que qualquer decisão das autoridades de saúde sobre a festa do "Avante!" será apenas técnica e que a Direção-Geral da Saúde e o PCP começaram hoje reuniões conjuntas.

“A DGS não toma decisões políticas, toma decisões técnicas”, declarou António Lacerda Sales, afirmando que começaram hoje reuniões de “caráter exclusivamente técnico” entre a autoridade de saúde e o partido sobre a realização da festa que marca tradicionalmente o regresso à atividade política dos comunistas depois do verão.

Haverá “garantidamente um pressuposto: o cumprimento das regras sanitárias e das diretrizes da autoridade de saúde” em relação à pandemia da covid-19, salientou o governante.

António Lacerda Sales salientou que há várias “questões que ainda não se conhecem” sobre a festa, como “circuitos, acessibilidades, número de participantes” mas considerou que haverá “colaboração e disponibilidade” do PCP para o “trabalho técnico exaustivo e progressivo” necessário.

Marcada para 04 a 06 de setembro no Seixal, a festa do Avante! será alvo de “um trabalho conjunto” entre o partido e a DGS, que consistirá “numa avaliação do risco e atividade epidémica”, indicou Lacerda Sales.

A organização da Festa do “Avante!” garantiu na semana passada o escrupuloso cumprimento das regras de distanciamento e higiene sanitários impostos pelas autoridades, devido à pandemia de covid-19, num recinto cuja lotação oficial é de 100 mil pessoas.

O principal responsável pelo evento, Alexandre Araújo, membro do Secretariado do Comité Central do PCP, evitou adiantar números de bilhetes já vendidos, qualquer previsão de visitantes ou mesmo esclarecer se vai haver um limite à entrada de pessoas, numa conferência de imprensa nos terrenos da 44.ª edição do certame político-cultural comunista.

O dirigente do PCP confirmou que a venda de bebidas alcoólicas, por exemplo, vai respeitar “legislação e regras em vigor”, pois “neste momento é proibida a sua venda depois das 20:00, à exceção de estabelecimentos de restauração” e será isso que se vai passar nas quintas da Atalaia e do Cabo da Marinha, Amora, Seixal, entre 04 e 06 de setembro.

“A festa não é exceção em relação àquilo que está hoje colocado, do ponto de vista das recomendações quanto a aglomerações, da distância física que se deve conservar, do uso da máscara quando se está em determinados espaços ou com determinado número de pessoas. Isso hoje são aspetos que estão em aplicação e que o conjunto dos portugueses adotou esse tipo de procedimentos. Na festa isso não será diferente”, assegurou na conferência de imprensa de apresentação, no passado dia 04.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 731 mil mortos e infetou mais de 19,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.759 pessoas das 52.825 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

 

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

Aluna da EB1 de Caminha positiva à COVID-19 https://t.co/SqLq2b4efO
Português Manuel Carvalho conta história de personagem duriense em livro https://t.co/E4z6ncJiON
Candidatura de Rui Gomes da Silva às eleições do Benfica formalizada na Luz https://t.co/1aF5z3dRXo
Follow Jornal das Comunidades on Twitter