Colocámos cookies no seu computador para melhorar a sua experiência no website. Ao utilizar o site, está a concordar com o seu uso. Ler mais

Lusoproductions  has placed cookies on your computer to help improve this site. By using this site, you are consenting to its usage. Ler mais

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A ultima vez que isso aconteceu – 15 a 22 de Fevereiro – convidamos 5 dos nossos amigos mais próximos, a visitar a capital belga e também capital Europeia, ou não fosse a instalação das diversas instituições europeias, com destaque para a Comissão, verdadeiro motor da Europa a 28.
Foi de facto uma boa experiência. Fica a seguir o registo desses grandes momentos. Descritos de forma sucinta pelos nossos amigos visitantes.


Lúcia Fernandes
Patrícia Fernandes

Uma semana em Bruxelas

Somos um grupo de jovens portugueses que decidiu visitar o centro da Europa em uma semana, isto é, Bruxelas, capital da Bélgica. Bruxelas como berço da europa não deixa muito a desejar, a primeira impressão que causa logo à chegada é a de uma cidade limpa e organizada com tudo no seu devido lugar.
O aroma a waffles, também eles fantásticos, invade as ruas da capital belga, ruas essas, dotadas de um multiculturalismo brutal e onde é também visível uma forte aderência turística. No centro, está disposta uma gastronomia diversa e para todas as carteiras, nunca fugindo às características típicas do país (o chocolate, os waffles, as batatas fritas, a cerveja…). Em termos museológicos a cidade oferece bastante, para quem é apreciador de arte existem diversos museus de arte nova e banda desenhada, entre outros. Destacamos o fantástico museu dedicado ao pintor belga René Magritte, e o fabuloso museu da história da banda desenhada, algo também muito belga, com uma enorme e visível homenagem a um dos símbolos da cidade, Timtim e os seus companheiros, que acabam por aparecer também ilustrados em diversas fachadas de prédios e ruas. É de realçar também o museu dedicado à ciência, com muita oferta no que toca a objetos de estudo da história natural, e o museu militar (que é gratuito) e contém objetos extremamente valiosos e únicos, cheios de história relacionados com as duas grandes guerras entre outras.
    Bruxelas oferece atividade noturna também ela atrativa, com bastantes pubs e bastante variedade a nível de bebidas espirituais, e também não podemos esquecer os monumentos mais icónicos: a belíssima Grand Place; o famoso Manneken-Pis e o imponente Atomium.
    Em conclusão, Bruxelas é uma cidade um tanto diversa, pois acaba por agradar a vários públicos. Para quem gosta de arte, de património, de museologia é ótima, para quem procura relaxar, e aproveitar os espaços verdes também é abundante em tal, e claro, por último mas não menos importante, para quem gosta de política, o museu do parlamento europeu é gratuito, como todos sabemos, é claro que estamos a falar da capital da Europa.

Conecte-se

Se deseja inscrever-se na nossa newsletter, Digite seu endereço de e-mail.