Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.

Parlamento Europeu aprova a criação de Comissão de inquérito para o transporte de animais vivos

IDT-N°/ : 5452
Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Após pressão da sociedade civil, ONG de direitos dos animais e do grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE), os eurodeputados aprovaram hoje por 605 votos a criação de uma Comissão de inquérito para investigar os problemas associados ao transporte de animais vivos na UE.

“Esta vitória só foi possível pela ação determinada e consistente de várias ONG, nomeadamente em Portugal pela mão da Plataforma Anti-Transporte de Animais Vivos (PATAV), da Animal Save Movement e da SOS Animal”, afirma o eurodeputado.

Dadas as graves e sistemáticas violações do regulamento sobre a proteção de animais durante o transporte na União Europeia (UE), e para fora desta, o grupo dos Verdes/ALE tem pressionado os restantes grupos políticos do Parlamento Europeu (PE) para que seja criada uma Comissão de inquérito para o transporte de animais vivos. 

As Comissões de inquérito têm como objetivo investigar possíveis violações do direito da UE ou alegadas más administrações na sua aplicação e são instrumentos raramente acionados pelo Parlamento, o que lhes confere elevada importância no seio das instituições europeias.

Todos os anos, milhões de animais, tais como porcos, vacas e ovelhas, são transportados por longas distâncias em toda a UE e para países terceiros para serem criados, engordados ou abatidos. Estes animais são muito frequentemente transportados em espaços confinados muito além dos tempos permitidos (máximo de 8 horas), o suprimento de água e alimentos é inadequado e as regras sobre temperaturas e períodos de descanso não são controlados ou respeitados. 

De 2009 a 2015, o número de animais transportados na UE aumentou 19% - de 1,25 bilhão para 1,49 bilhão, segundo dados do Serviço de Pesquisa do Parlamento Europeu. Os números de porcos, aves e cavalos aumentaram, enquanto os de bovinos, ovinos e caprinos diminuíram. No mesmo período, o número de remessas de animais vivos na UE aumentou de cerca de 400.000 para 430.000 por ano. 

Em dezembro de 2019, o eurodeputado Francisco Guerreiro remeteu uma questão à Comissão Europeia sobre esta problemática após o afogamento de mais de 14.300 ovelhas no naufrágio do navio Queen Hind, no Mar Negro, na Roménia – um desastre que voltou a levantar questões sobre o generalizado desrespeito pela respetiva legislação ((CE) 1/2005).

Esta Comissão de inquérito terá agora submeter o relatório final dentro de um ano.

Durante o mandato parlamentar anterior, a Conferência dos Presidentes do PE bloqueou a criação da Comissão de inquérito. Mais tarde, em fevereiro de 2019 foi votado e aprovado em plenário um relatório de implementação que recomendava a criação desta Comissão quando o novo mandato começasse (321 votos a favor, 256 contra e 17 abstenções). Após uma nova ronda de recolha de assinaturas dos novos eurodeputados, a Conferência dos Presidentes finalmente aprovou a votação da criação de uma Comissão em plenário.

Para ver mais textos, por favor clique no nome do autor.


RECOMENDADOS PARA SI

Últimos Tweets

From Vimeo
Je viens de mettre en ligne « StudioChienMarin » sur #Vimeo : https://t.co/Snxyeb7uq4
From Vimeo
Je viens d'ajouter « StudioChienMarin » à luso sur #Vimeo : https://t.co/PxzbwmFPWX
From Vimeo
Je viens d'ajouter « StudioChienMarin » à LusoProductions sur #Vimeo : https://t.co/JXmo8GZgC7
Follow Jornal das Comunidades on Twitter