Colocámos cookies no seu computador para melhorar a sua experiência no website. Ao utilizar o site, está a concordar com o seu uso. Ler mais

Lusoproductions  has placed cookies on your computer to help improve this site. By using this site, you are consenting to its usage. Ler mais

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A História de Vilar de Mouros 1971

IX centenário da doação de Vilar de Mouros por D.Garcia à Sé de Tuy.
O Dr. António Augusto Barge, encomenda a Joly Braga Santos a cantata cénica “Don Garcia“com libreto de Natália Correia

Convidados dessa comemoração:

Banda da Guarda Nacional Republicana, Coral Polifónico de Viana do Castelo, Grupo de Bailado “Verde Gaio“. Nasce o 1º Festival de Vilar de Mouros, o sonho do Dr. António Barge, acalentado já desde 1968/1969. Foi com Amália Rodrigues e o Duo Ouro Negro - os conjuntos Quarteto 1111, Bridge, Psico, Pentágono, Sindicato, Objectivo, Celos, Contacto, Pop Five ... mas sobretudo com ELTON JOHN e MANFRED MANN , “mitos“ que a juventude idolatrava que Vilar de Mouros se tornou uma realidade.
Estávamos em 8 de Agosto de 1971. Mais de 30.000 pessoas assistiram .a um espectáculo total. Vilar de Mouros, a aldeia minhota sem fronteiras era um grande acampamento, e virou “ moda “ na cultura e no turismo. Ainda hoje, Vilar de Mouros é das freguesias mais conhecidas de Portugal.

  1982

  Comentado nos mais diversos tons e de crítica apaixonada, Vilar de Mouros volta a ser cartaz e notícia.
Onze anos depois o Festival de Vilar de Mouros Caminha e o Alto Minho ressurgem para provar que o maior festival do ano, a nível nacional e internacional , se realiza no Norte de Portugal. Num enquadramento rústico e ambiental, alia-se o jazz à música erudita, do rock aos blues, sem esquecer o teatro, o fado, o folclore a típica desfolhada e os (muito nossos) zés-pereiras, com muito fogo de artifício. De 31 de Julho a 8 de Agosto, passaram pelo palco de Vilar de Mouros, à sombra de centenários plátanos, no espelho de águas frescas e pássaros azuis, os U2, Stranglers, Echo & Bunnymen, a Sinfonia Concertante de Maestro Vitorino de Almeida, Don Cherry & Old and New Dreams, John Copeland, Sun Ra, Já Fumega, Roxigénio, Heróis do Mar, Carlos Paredes ... e tantos outros.

 1996

 Câmara Municipal de Caminha, Junta de Freguesia e Região de Turismo do Alto Minho, pretendiam que Vilar de Mouros fosse novamente notícia-cultura-música e turismo.
O ambiente paisagístico invulgar de Vilar de Mouros , tal como património natural e cultural foram conservados pelas suas “gentes".
Pato Banton, Kussundolola, Primitiv Reason Stone Roses, Young Gods, Freak Power Madre Deus Tinderstickes e Xutos e Pontapés entre outros, estiveram presentes nos dias 9/10 e 11 de Agosto.
Mais de 40.000 pessoas disseram presente a mais este festival, onde a organização profissionalizada se fez sentir e serviu de garante a todos quantos lá se deslocaram.

 1999

 Com o alargamento da área do recinto e o aumento de 2 para 4 palcos pretende-se a apresentação em boas condições de sonoridade, de diferentes géneros musicais Rock / Música contemporânea / Jazz, dança e cinema.
Entre 17 e 22 de Agosto de 1999, passaram Em Vilar de Mouros bandas como os,Pretenders, Silence 4, Madder Rose, Dover, Titãs, Soul Coughing, Goldie & Mc Justyc, Eagle Eye Cherry, Mad, Professor, Republica, Incognito, Tindersticks, Catatonia, Joe Strummer, Molotov, Saxon, Les Elephants, Terribles, Glow, Orquestra Jazz Matosinhos , Sonora Bela Vista, 30 Anos Rock em Stock com Luís Filipe Barros, Sonora Bela Vista, Supernova, Coldfinger, Arkham Hi*fi, F...n'jazz, More República Massónica, Atomic Bees, Plástica, "legoland", Jarojupe, Pop Dell'arte, Raindogs, Madame Godard, Zoom.

Pub

 2000

Mais um ano, mais um sucesso, o primeiro Festival de Verão do ano 2000 arrastou uma multidão a Vilar de Mouros, desta vez com Alanis Morissete, Sonic Youth, Skunk Anansie, Robert Plant, Iron Maiden, Rollins Band, Lúcia Muniz, Rui Veloso, Ramp, Spiritual Beggars, Pástica, Pinhead Society, Entombed. Balla, Rollana Beat, Pucaroo, Alibi, Sloopy Joe, Peewee Montana, Id Portico, Buena, Anger, The Wray Gunn, Indiana, Haus En Factor, Love And The Will, Morpheo.
Mais uma vez o cinema deu que falar e todas as actividades como o teatro e animações de rua demostraram que Vilar de Mouros saberá sempre acolher bem os seus visitantes.
2001
Este foi o ano em que o Festival começou mais cedo, logo no dia 12 de Julho a discoteca recebeu os primeiros 5 mil visitantes com o Dj Espanhol Nacho e o Português Frank Maurel que "abanaram" de imediato a vegetação que contava com um ano de descanso desde o último Festival.
Nem a chuva chegou para afastar aqueles que vieram ver Neil Young e os Crazy Horse a terminar o dia que já tinha contado com Beck, Clã e os Lulu Blind.
Sábado começa com um grande espectáculo com Sérgio Godinho a aquecer seguido por Mike Paton (com a sua formação de 2001) seguido dos Asian Foundation e Ben Harper a deixar saudades em todo o público.
Domingo de peso com os Portugueses Blind Zero a mostrar o porquê de serem uma das melhores bandas da actualidade, Hellacopters com um inigualável espectáculo, Megadeth a partirem tudo e os Xutos a finalizar com uma multidão a cantar e a encerrar mais um Vilar de Mouros.

 2002

 Em 2002 Vilar de Mouros termeu com a presença dos Rammstein. Desde o primeiro dia que comecaram a chegar a Vilar milhares de pessoas para guardar os melhores locais no parque de campismo e junto ao rio. A discoteca e o cinema abriram as "hostilidades" no dia anterior ao palco principal receber os Mind Da Gap, Cake, Lamb e Manu Chao, a noite parecia não acabar com a tenda da discoteca a funcionar até de manhã.
Sábado abriu com os Yellow W Van, Pimitive Reason, Da Weasel e fechou em grande com os Rammstein com o recinto do festival coberto de uma vasta multidão sempre a chegar.
Dia 14 foi mais calmo com os Austin, Cool Hipnoise, UB40 e Bush, bandas incontornáveis do espírito de Vilar de Mouros com a certeza de que para o ano há mais.
2003

2003 já espreita!!! Se queres entrar na história de Vilar de Mouros não percas mais um fantástico Festival.

Conecte-se

Se deseja inscrever-se na nossa newsletter, Digite seu endereço de e-mail.