Patriotas pela Europa torna-se a terceira força política no Parlamento Europeu



Novo grupo parlamentar "Patriotas pela Europa" foi criado no Parlamento Europeu, com 84 eurodeputados, tornando-se a terceira força política mais forte. Com liderança de Jordan Bardella, o grupo defende uma abordagem de soberania e populista e pode alterar o panorama político na UE.

2 minutos de leitura 

Nas últimas horas, o novo grupo parlamentar "Patriotas pela Europa" foi oficialmente criado no Parlamento Europeu, agregando 84 eurodeputados, incluindo os dois que o Chega elegeu nas eleições europeias. Com essa constituição, o grupo torna-se a terceira força política mais forte no Parlamento Europeu, atrás apenas do Partido Popular Europeu (PPE) e do Grupo da Aliança dos Socialistas e Democraticos Europeus (S&D).

O grupo foi criado com a cooperação entre os vários partidos nacionalistas e populistas de direita, liderados pelo primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. A nova família política será presidida pelo líder da União Nacional, o francês Jordan Bardella.

Entre os 84 eurodeputados que compõem o grupo estão os dois representantes do Chega, António Tânger Corrêa e Manuel Pizarro. O eurodeputado do Chega, António Tânger Corrêa, assume uma das vice-presidências do grupo europeu Patriotas pela Europa.

A criação do grupo é considerada um momento importante para a política europeia, pois estabelece um novo paradigma político na União Europeia. O grupo defende uma abordagem de maior soberania e populista em relação às políticas europeias, criticando a União Europeia por ser muito centralizada e distante da opinião pública.

No entanto, a criação do grupo também gerou preocupações sobre o impacto que isso pode ter na estabilidade política da União Europeia. Muitos analistas políticos consideram que o surgimento do grupo pode aumentar a instabilidade política na UE e afetar a capacidade de tomada de decisões coletiva.

O que resta a ver é como o grupo Patriotas pela Europa se comportará no Parlamento Europeu e quais são seus planos para a próxima legislatura. Além disso, como os demais partidos políticos reagirão à sua criação e quais serão as consequências para a política europeia.

NOTÍCIAS RECENTES

Colunistas

Ambiente

Who's Online

Temos 855 visitantes e 0 membros em linha

Boletim informativo

FOTO DO MÊS

We use cookies
Usamos cookies no nosso site. Alguns deles são essenciais para o funcionamento do site, enquanto outros nos ajudam a melhorar a experiência do utilizador (cookies de rastreamento). Você pode decidir se permite os cookies ou não. Tenha em atenção que, se os rejeitar, poderá não conseguir utilizar todas as funcionalidades do site.